Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

WhatsApp

Pedidos de recuperação judicial crescem 5,3% em outubro

project img
18 de Novembro de 2021 às 14:11

Pedidos de recuperação judicial crescem 5,3% em outubro


O Indicador de Falências e Recuperação Judicial da Serasa Experian, registrou em outubro deste ano 60 pedidos de recuperação judicial. Um crescimento de 5,3% no comparativo com o mês anterior, quando o índice marcou 57 requisições. A maior parte dessas solicitações vieram das empresas do segmento de Serviços. Juntos, em sequência, estão o Comércio e a Indústria e, por último, o setor primário.

De acordo com o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, os empreendedores continuam enfrentando os desafios do cenário econômico atual. “A sequência de elevações da taxa Selic, que visa frear o crescimento da inflação, acaba encarecendo as despesas financeiras das empresas dentro de um contexto de enfraquecimento da retomada econômica”. Rabi também explica que, “as linhas de crédito disponibilizadas pelo Pronampe especificamente aos micro e pequenos negócios são de grande auxílio, mas não são suficientes para que vários empreendedores consigam contornar a crise”.

A análise por porte apontou que, apesar da melhora em outubro deste ano, as micro e pequenas empresas continuaram liderando os pedidos de recuperação judicial. Em seguida estão os médios negócios, que tiveram aumento no mês a mês e os grandes, que se mantiveram com a mesma quantidade.

Solicitações de falências registram aumento em setembro

No comparativo entre setembro e outubro de 2021, as requisições de falências aumentaram de 75 para 99, um crescimento de 32,0%. No mês a mês, todos os segmentos tiveram alta nos pedidos, exceto o Primário, que caiu de um para zero. O setor de Serviços teve a maior participação, passando de 48 para 60 solicitações. O Comércio foi de 10 para 21 e a Indústria de 16 para 18. Na análise por porte os micro e pequenos negócios também lideraram as requisições de falências, com 58 pedidos.

(Redação – Investimentos e Notícias)