Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

WhatsApp

O processo não pode parar por artimanha do devedor

project img
9 de Setembro de 2021 às 09:09

O processo não pode parar por artimanha do devedor


É comum o devedor tentar por todos os meios impedir a cobrança de suas dívidas. Neste caso, já havia uma perícia judicial comprovando que o débito era legítimo, mas, ainda assim, o devedor pediu nova perícia.

O juiz, indeferiu o pedido. Com isso, o devedor recorreu e, além de insistir na nova perícia, pediu liminar para parar todo o processo até o julgamento do recurso.

Como a liminar foi negada, o banco pediu a continuidade do processo. Só que a esta altura o devedor tinha feito tanta confusão e apresentado tantos pedidos infundados, que o juiz acabou suspendendo o processo até decisão do recurso sobre a nova perícia (como se a liminar tivesse sido deferida).

O banco recorreu da decisão que suspendeu o processo e o Tribunal reconheceu o seu direito e esclareceu que a regra é que os recursos não suspendem o andamento do processo! Justiça!

#devedor #credor #direitobancario #dívidas #aengrenagemnãopodeparar #rochaleiteadvogados #jurisimidias